Como melhorar o desempenho sexual

Você sente falta de energia quando faz sexo ou gostaria de aperfeiçoar suas habilidades na cama? 

Não se preocupe! Você só precisa seguir estas dicas que ajudarão a melhorar seu desempenho sexual e satisfazer seu parceiro na cama!

Evite consumir alimentos industrializados e gordura ruim

Eles fazem você ganhar peso, causam problemas cardiovasculares, pois alteram o funcionamento do coração e circulação. Portanto, se abusar desse tipo de comida, sua condição física e sexual será bastante prejudicada. 

Fortalecer sua área íntima

Os famosos exercícios de Kegel fortalecem os músculos pélvicos, libertam a tensão acumulada e ajudam-no a sentir orgasmos mais intensos! Sente-se ou deite-se confortavelmente, contraia os músculos da pélvis por 10 segundos e depois relaxe por mais 5 segundos. Faça entre 10 e 15 repetições em cada sessão, pratique estes exercícios pelo menos duas vezes por semana. 

Melhore a comunicação

Seu desempenho sexual será limitado se não houver confiança e boa comunicação entre você e seu parceiro, porque se não pode dizer a ele abertamente o que gosta ou não sobre seus encontros sexuais, não ajudará a melhorar isso e nem saberá o que ele quer na cama também. Mesmo que seja doloroso e possa parecer desconfortável, na realidade, manter um diálogo aberto é a única maneira de melhorar o sexo em seu relacionamento.

Desse modo, vocês podem testar até mesmo produtos sexuais para aumentar e estimular a libido.

 Sono

É preciso dormir bem, pelo menos 6 horas por dia e em uma posição confortável para que não tenha contraturas ou dores no pescoço, quadris ou nas costas. Se não fizer isso, se sentirá cansado e dolorido antes que a ação comece!

Alongue-se

Fazer yoga é uma ótima maneira de ficar em forma, ter mais consciência do seu corpo, relaxar e ser mais flexível, além de deixar a pele linda! Se você não pode praticar essa disciplina, recomendamos que alongue seus braços e pernas em casa. Comece com o mais simples e, pouco a pouco, aumente o grau de dificuldade. Depois de um tempo, você pode fazer posições sexuais que acha muito complicadas.

Toque-se! 

Conhecer o seu corpo e descobrir o que você gosta de sentir e ajudará a ter uma vida sexual mais plena. Através da masturbação, podemos aprender mais sobre si mesmo, experimentar novas sensações e guiar seu parceiro para que, a cada vez, ele possa agradá-lo melhor. Ajudando a estimular a libido.

Relaxe!

Se você vive estressado e não liberta sua mente de preocupações enquanto faz sexo, nunca será capaz de apreciá-lo completamente. Será mais difícil atingir o orgasmo, seus músculos ficarão mais tensos e poderão até machucar durante a penetração.  desempenho sexual.

Faça mais exercício

Quanto mais você se exercita, melhor será seu desempenho sexual. Outra vantagem de deixar a vida sedentária de lado e se mover é que, definitivamente, você terá um corpo mais sexy para mostrar!

Fumar menos

O cigarro é outro dos seus inimigos para melhorar o desempenho sexual. A nicotina aumenta a frequência cardíaca e a pressão sanguínea, fazendo com que precise de mais oxigênio e que seu coração trabalhe mais que o normal. Portanto, se você fuma frequentemente, será cada vez mais difícil manter a condição e a energia necessária para ter um bom sexo.

 Liberte-se!

Diga adeus aos medos, insegurança, tristeza e preconceito. Assim que você parar de pensar neles, estará aberto a experimentar mais e aprender coisas novas. Você também vai se sentir mais sexy, se divertir e curtir mais. Se há algo que você não gosta ou se preocupa, lembre-se de ser claro com seu parceiro, você não tem que aceitar coisas que o incomodam ou fazem com que se sinta desconfortável.

Especialidades médicas: Psiquiatra

Quando se fala em psiquiatra logo vem à nossa mente aquela imagem de uma pessoa deitada em um sofá relatando os seus problemas enquanto um médico toma notas com um caderninho. Mas, você já parou pra pensar mesmo o que faz esse especialista?

A psiquiatria é a área da medicina que trata de doenças relacionadas à mente, como a depressão e transtornos de ansiedade, entre outros problemas. O psiquiatra é responsável por diagnosticar possíveis doenças mentais, além de indicar tratamentos para reabilitar os pacientes.

Esse médico precisa estudar o estilo de vida, a cultura e o cérebro do paciente, do ponto de vista psicológico e biológico, para poder identificar os possíveis motivos de um transtorno mental. Em alguns casos, também podem ser utilizados exames de imagem do cérebro.

Nem todas as doenças psicológicas têm cura, por isso, o principal objetivo dos tratamentos é controlar os problemas mentais e aliviar os seus sintomas. Se for necessário, o psiquiatra pode receitar alguns medicamentos para ajudar na recuperação.

A depressão e a ansiedade são algumas das doenças psicológicas que mais atingem pessoas em todo o mundo.

Zika Vírus: Conheça a doença

A campanha de combate ao Aedes Aegypti vem sendo amplamente divulgada em diversos lugares, afinal, o mosquito é o transmissor da dengue. Recentemente, pesquisadores brasileiros descobriram que esse inseto também está transmitindo outra doença: a Zika.

O nome pode ser curioso, mas os sintomas dessa doença são muito sérios e similares aos causados pela própria dengue, porém menos graves. Febre moderada e dor no corpo, nas articulações e na cabeça são as principais consequências do Zika vírus.

As pessoas contagiadas pelo vírus também podem apresentar diarreia, enjoo e mal-estar, além de erupções e coceira na pele. Apesar de todos esses sintomas incômodos, o Zika vírus não chega a causar a morte como a dengue, portanto, preocupa menos.

Não existem vacinas ou tratamento para a doença, que costuma ser combatida pelo próprio organismo e sumir em até uma semana. Por isso, os pacientes infectados recebem apenas medicamentos para amenizar a dor e a febre.

Apesar de não haver risco de morte, vale lembrar que as dores causadas pelo Zika vírus são muito incômodas e que o mosquito transmissor também pode causar a dengue. Confira algumas dicas para eliminar o Aedes Aegypti clicando aqui e ajude a combater as duas doenças.